Dani Laudino é assistente social, especialista em gestão social com mais de uma década de experiência no Terceiro Setor e escreve semanalmente para a coluna Causando Por Aí do Um Social.

Fale com a coluna: causandoporai@umsocial.com.br

Sobre jornada, ritmo e conquistas

Vamos falar sobre a nossa jornada resultante de escolhas e conquistas individuais e coletivas? Eu tenho um amigo que a missão de vida dele é ter uma boa qualidade de vida e ser lembrado com uma lenda, isso significa que ele, por anos, adota hábitos saudáveis de alimentação, prática de exercícios entre outros. E assim ele com muita disciplina e persistência chegou aos 60 anos com uma saúde e físico invejável para homens até bem mais jovens do que ele.

A trajetória dele é tão impressionante que ele transformou o escritório de sua casa em “quarto dos troféus e medalhas” só com o objetivo de reunir as evidências das suas vitórias. Nessa trajetória de prática de exercícios físicos ele se acostumou a competir para além dos outros, acostumou-se a competir com ele mesmo numa busca constante por novos resultados que é aumentar distâncias percorridas e diminuir o tempo de execução.

Mas ele tem um dilema – lá na frente ele sempre está sozinho. Quando ele chega na linha de chegada não tem ninguém esperando-o, e após as suas corridas ele não tem ninguém que ele queria compartilhar os seus feitos somente conta com olhares de admiração e aplausos de estranhos.

Um dia ele conhecendo a fama do morro Mestre Álvaro me convidou para subirmos juntos, e eu disse que aceitaria sim, mas se fosse possível ele ajustar o ritmo dele ao meu, que significaria que ao invés de subir correndo de morro acima, subiria caminhando incluindo até paradas para descanso em meio a jornada rumo ao topo.

E eu vi que o dilema apareceu: quero bater os meus recordes; subir a montanha em curto tempo e ser admirado por todos; quero continuar indo na frente no meu ritmo ou me permitir ser inspiração para os muitos outros que querem começar a correr o primeiro quilômetro, a primeira corrida, a primeira maratona, chegar até o final da caminhada de um morro íngreme?

Sem dúvidas, conseguir diminuir o seu próprio ritmo para que o outro consiga desenvolver ainda um hábito de caminhadas, desenvolva um ritmo de corrida e alcance melhores tempos.

Pensando em conquistas individuais e coletivas, as Organizações da Sociedade Civil (OSCs) estão em lugares diferentes quando falamos na caminhada para se constituírem quanto organização com sustentabilidade econômica.

Por isso, vamos deixar alguns passos necessários nessa jornada rumo ao fortalecimento e conquistas seja na área individual (pessoa física) e/ou coletiva (OSCs):

Faça parte de grupos que visam compartilhar informações sobre a sua área de interesse e de boas práticas na atuação, podendo ser grupos online (Whatsapp, Redes Sociais) e de grupos que visam representar filiados como a FUNDAES – Federação das Fundações e Associações do Espírito Santo.

Cadastre-se

Faça adesão seja como pessoa física ou jurídica em campanhas solidárias, iniciativas como o programa Nota Premiada Capixaba, lançado no Espírito Santo.

Mantenha documentos atualizados

Identifique as documentações que serão solicitadas para que você acesse algum serviço e/ou oportunidade. Se é OSCs busque a regularização por meio da obtenção de inscrição junto aos Conselhos de Direitos da área de atuação, CNEAS, CEBAS; obtenção de títulos de Utilidade pública (Municipal, Estadual, Federal).

Ações em parceria

Busque fazer, manter e fortalecer a sua Rede de apoio realizando ações em parceria potencializando os resultados e impactos.

Capacitação continuada

Mantenha-se atualizado quanto à legislação, trâmites, informações com exercícios e avaliação, capacitação, monitorando também a equipe de profissionais que atuam juntamente com você/OSCs.

E sim, na jornada da vida e na busca por sustentabilidade econômica da OSCs você vai ver pessoas passando por você, mas foque em reconhecer os seus esforços, a estrada já caminhada, as suas conquistas e o seu ritmo.

Se estiver entre o dilema de – correr sozinho e conquistar mais rápido e contribuir com o coletivo por meio da atuação em uma OSC, busque conhecer e praticar o Ubuntu “[…] não significa que as pessoas não devam cuidar de si próprias. A questão é: você vai fazer isso de maneira a desenvolver a sua comunidade, permitindo que ela melhore? Nelson Mandela.”

Tem algum projeto que você já contribui e ajuda a fortalecer para que ele siga com sustentabilidade econômica desenvolvendo as suas atividades? Vamos conquistar? Vamos juntos?

 

Fique por dentro!


 

Incentivo

O primeiro sorteio do programa Nota Premiada Capixaba já aconteceu e distribuiu diversos prêmios em dinheiro para consumidores e entidades sociais indicadas pelos ganhadores.

O Um Social divulgou a lista dos ganhadores no sorteio realizado no último dia 20 de janeiro. Além de premiar quem solicita o CPF na Nota Fiscal ao comprar no comércio capixaba, o programa ainda concede incentivo para as mais de 120 instituições sociais cadastradas.


 

Meio Ambiente

A Ilha do Frade, em Vitória, recebeu no último sábado (22) mais uma edição do Projeto Praia Limpa, uma iniciativa da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Vitória em parceria com a SAMIFRA, o Instituto Últimos Refúgios, o Projeto de Coleta Seletiva Ecofrade e o Projeto Vitória da Restinga, além de diversas outras organizações. Parabéns pela iniciativa!


 

Apae da Serra

Aconteceu no último domingo (23), o 4º Desafio Ciclístico de MTB, promovido pela Apae da Serra. Mais de 400 inscritos participaram dessa iniciativa que mistura esporte, diversão, família e contribuição para a causa da pessoa com deficiência.


 

Inclusão

Fico muito feliz em saber que tem gente pensando no próximo. Uma prova disso é a excelente iniciativa está sendo desenvolvida pela Prefeitura da Serra com o projeto que vai possibilitar o serviço de informações turísticas em Libras, para pessoas com deficiência auditiva (PCDs). Para saber mais sobre o projeto clique aqui.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de privacidade e cookies