Rede Abraço realiza ciclo de palestras em unidade prisional de referência à população LGBTI+

A ação faz parte das prerrogativas do Programa Rede Abraço desenvolvido pela Secretaria de Direitos Humanos do Espírito Santo

A Secretaria de Direitos Humanos (SEDH), por meio da Subsecretaria de Políticas sobre Drogas (SESD), firmou no dia 25 de agosto uma parceria com a Penitenciária de Segurança Média 2 (PSME2), atualmente, a primeira unidade prisional exclusiva e de referência à população LGBTI+. A ação se constitui como uma das prerrogativas do Programa Rede Abraço.

A parceria acontecerá por meio de um ciclo de palestras que vai abordar diversos temas, com a participação de palestrantes das áreas de psicologia e assistência social. Todos os encontros vão ocorrer de forma presencial, dentro da unidade prisional, obedecendo a todos os protocolos sanitários para o combate do novo Coronavírus (Covid-19).

O ciclo teve início com a palestra do psicólogo e professor Getúlio Souza, com o tema “Relações Interpessoais”.

“Falar de relações interpessoais é falar daquilo que nos humaniza. Dessa maneira, mais do que um tema comum e corriqueiro, tocamos aqui no que temos de primordial e constitutivo”

– Getúlio Souza, professor e psicólogo

Getúlio, que também é gerente na Subsecretaria de Políticas Sobre Drogas, acrescentou que uma das prerrogativas do Programa Rede Abraço é levar atividades de educação em temas gerais dos direitos humanos para os diferentes setores das políticas públicas, que têm interface com a temática de drogas.

Participaram desse primeiro encontro cerca de 40 internos e internas, colaborando com diferentes apontamentos sobre o tema em discussão. Dilemas, como cooperação e competição; cuidado de si e do outro; preconceito; e casos de violência foram trazidos e debatidos durante cerca de uma hora de trabalho. Os encontros acontecerão, inicialmente, de forma mensal.

Rede Abraço

O Programa Estadual de Ações Integradas Sobre Drogas, mais conhecido como Rede Abraço, é um programa do Governo do Espírito Santo, que visa a promover o bem-estar e o cuidado a pessoas com problemas decorrentes do uso de drogas, familiares e comunidade em geral.

Coordenado pela SESD, vinculada à SEDH, o programa parte da premissa de que o uso de drogas é uma questão complexa, de determinação multifatorial e de grande relevância para a sociedade. Compreende que não há resposta simples e universal que dê conta de todos os problemas envolvidos no uso de drogas e dele advindos. Seu escopo de atuação prevê, portanto, ações de execução direta e iniciativas de articulação intersetorial, de conscientização e participação da sociedade como um todo.

A organização do Programa Estadual de Ações Integradas Sobre Drogas sustenta-se em quatro eixos basilares: prevenção, tratamento, reinserção social, e estudos pesquisas e avaliações. Embora cada eixo tenha características específicas, é de fundamental importância que as ações se desenvolvam de maneira integrada e, muitas vezes, transversais, de maneira que um eixo complementa e fortalece o outro.

Deixe uma resposta

Fique tranquilo! Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de privacidade e cookies