Cursos gratuitos focam na prevenção ao suicídio e à automutilação

Capacitação é ofertada pela Escola Nacional de Direitos da Criança e do Adolescente , coordenada pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

Cerca de 12 mil suicídios são registrados por ano no Brasil, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde. Para contribuir com a prevenção ao problema, especialmente entre crianças e adolescentes, a Escola Nacional de Direitos da Criança e do Adolescente (Endica) lançou dois cursos sobre a temática, que também abrange a automutilação. Clique aqui para se inscrever.

As capacitações são voltadas para profissionais da área de saúde, educação, assistência social, entre outras, e fazem parte das ações do Setembro Amarelo — campanha de prevenção ao suicídio. O secretário nacional dos direitos da criança e do adolescente, Maurício Cunha, alerta que o suicídio, em qualquer idade, é um fator muito preocupante, sobretudo na infância.

Ele ressalta que a situação se tornou ainda mais desafiadora diante do contexto da pandemia. “O isolamento social levou um elevado número de pessoas a desenvolver problemas emocionais, como a depressão. Crianças e adolescentes foram atingidos pela incerteza, pelo luto, e, em muitos casos, se viram presos em suas casas com seus abusadores”, afirma.

Cunha destaca ainda a importância de ter os profissionais de todo o país capacitados em relação ao tema. “É necessário que toda a população, e especialmente aquelas pessoas que atuam no Sistema de Garantia de Direitos nas escolas e nas unidades de atendimento de saúde, esteja alerta e preparada para reconhecer sinais e tomar as devidas providências com rapidez e segurança”, completou.

Materiais de apoio

Os cursos ainda têm materiais adicionais para apoiar ações nos estados e municípios. São cartilhas sobre o perfil epidemiológico das tentativas e óbitos por suicídio no Brasil, o papel da família na promoção da saúde mental, como prevenir a situação para jovens entre 15 e 18 anos e orientações práticas para educadores e profissionais de saúde.

Na ferramenta ainda é possível baixar vídeos sobre o tema produzidos pelo Centro de Valorização à Vida (CVV), voltado para jovens, pais e professores. As capacitações são on-line, gratuitas e ao final os participantes recebem um certificado.

Saiba mais

O sistema Multiescolas – que é composto pela Escola Nacional de Socioeducação (ENS) e a Escola Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Endica) – é resultado de uma parceria entre o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e o Programa Mundial das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). A iniciativa é executada pela Universidade de Brasília (UnB), no projeto de cooperação internacional PNUD BRA 10/007.

Deixe uma resposta

Fique tranquilo! Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Leia Mais

Política de privacidade e cookies